sábado, 31 de agosto de 2013

Relíquia de alfazema

     Estamos na época da colheita da alfazema, para secar e guardar para guarnecer as nossas almofadas de alfazema.

     No ano passado, o nosso amigo Daniel encontrou esta relíquia num baú que pertenceu à sua avó paterna! Uma verdadeira relíquia que chegou intacta aos nossos dias, mas já sem o aroma característico da alfazema. Das duas que encontrou ofereceu-nos esta que guardamos religiosamente no nosso museu.

     Fica a sugestão, de outros tempos, para guardar e conservar alfazema nos armários, sem ser numa almofada.
    As imagens fazem uma sequência das várias perspectivas que ajudam a visualizar como se faz este rolinho, composto por 16 flores.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...