segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Almofadinhas de lavanda

      Há já algum tempo que queria fazer almofadinhas de lavanda para pôr dentro das gavetas da roupa e dos lençóis. Só quando fiz uma alteração ao roupeiro e notei o "cheiro a guardado" é que tomei a iniciativa (o que é que se há-de fazer, sou portuguesa!).
     Fiz 17 almofadinhas de diferentes tamanhos já que foram o aproveitamento de sobras de tecidos que vão enchendo as caixas. Quem costura muito sabe bem o que isso é. 
     E agora quando abrimos o roupeiro vem o cheirinho da lavanda do nosso quintal!

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Hokaidos a sair

Este foi o resultado da nossa primeira experiência com a abóbora hokaido.


      Nada mau para a primeira colheita! Ainda estão a aproveitar os últimos raios de sol.


     E foi tão simples como semear as sementes de uma que comprámos e ainda sobrou para partilhar com os alunos que quiseram experimentar.



É uma experiência a repetir!

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Bandeirolas

     No sábado passado foi dia de festa na minha escola. Com uma organização tão dedicada por parte da Associação de Pais achei que a entrada do evento merecia alguma cor e por isso, em tempo record, fiz umas bandeirolas com o nome da escola.

     Como foram feitas quase de véspera, não puderam ficar com tanto pormenor como estas, mas encheram de cor a entrada do evento.

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Como recuperar uma bata rasgada - passo-a-passo

     Com o início da escola chega um rol de despesas e uma delas é para as batas dos mais pequenos.
     Uma amiga minha pediu-me para "recuperar" a bata do filho Miguel para ainda poder ser usada pela filha Beatriz e assim poupar o valor de uma bata nova.
     Podem ver como é que esta bata foi adaptada para a Beatriz aqui.

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Salada da Alice

     Já que hoje é o aniversário da Alice, escolhemos esta sugestão de acompanhamento para o post de hoje, que é uma das saladas preferidas desta boneca que faz hoje 6 anitos. E como a receita foi dada pelos pais da pequena passámos a chamar-lhe "salada da Alice".
     É muito simples de fazer, basta ralar cenoura, beterraba e maçã e temperar a gosto (nós temperámos com azeite e orégãos).

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Vestido


     Um vestido de corte simples para uma estreia especial. Apanhada pelo amigo João, só foi pena que tenha sido na conversa (o photoshop não conseguiu fechar a boca!)... é mal de sempre, assim o referiu a professora nos registos da escola primária! (talvez me arrependa de ter escrito esta parte).
     Podem ver mais "apanhados" do João aqui e quem sabe ser o próximo a contar...

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Peças de família

     No regresso das (curtas) férias no Algarve passámos pelo Alentejo para visitar a família paterna e aproveitámos para passar na biblioteca de Almodôvar para ver uma exposição que continha algumas peças da família.

     O meu avô paterno, aos 96 anos (ainda) tem uma taberna e emprestou o conjunto dos copos aferidos (da fábrica da Marinha Grande) que serviam para aferir quantidades caso houvesse dúvidas.

     A caixa do pão também pertence à minha família, foi restaurada para esta exposição. Curiosamente não me lembro dela, mas do pão e da costa lembro-me muito bem!

     A faca de cortar bacalhau também pertence à família e desta lembro-me muito bem. Vi muitas vezes a minha avó a cortar bacalhau na mercearia. Também foi restaurada para a exposição.

     Uma antiga folha (talvez de pedidos) do meu avô. O "Gonçalves" é uma história que resumidamente é mais ou menos assim: na minha família só o filho mais velho ou o único rapaz (no caso do meu pai) herdava o nome Gonçalves. O meu avô não herdou porque não foi o primeiro rapaz mas ficou sempre conhecido como Manuel Gonçalves. Este estranho hábito ficou por aqui já que somos 3 irmãs.
     Repararam no número de telefone?


Um livro de facturas do meu avô.

Uma das latas pertence à família.

(a partir daqui as peças já não pertencem à minha família)














     Lembro-me bem das meadas de linha dentro do pacote de papel. A minha avó tinha disponíveis em várias cores na mercearia. A minha bisavó usava desta linha para fazer meias de algodão com 5 agulhas.






Uma sagres bem velhinha!

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Calças da Helena - 6


     As últimas calças, das três que a Helena pediu. Já foram entregues e já estão a uso! As próximas peças feitas com capulanas já terão um modelo diferente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...